6 de março de 2015

BODY AND SKIN AFTER MATERNITY - 5 TIPS


Há 4 anos que vivo esta coisa da maternidade. Alterações hormonais, mudanças e transformações físicas e psicológicas. Coincidiu com a minha entrada nos 30 e, por isso, não sei se todas as alterações de pele terão também a ver com isso, mas o que é certo é que a minha pele não voltou mais a ter a elasticidade e a firmeza de outrora.

Vou ser sincera, até aos 27 anos dormi imensas vezes maquilhada e nem sempre a minha rotina incluiu um creme hidratante, achava piada e os meus olhos ficavam lindos quando acordava com aqueles smokey eyes naturais. Agora já não o faço, NUNCA, nem que esteja mesmo muito cansada, porque as linhas de expressão não perdoam e transformam-se rapidamente em rugas...não que não pretenda ter muitas, porque é sinal que fomos felizes e rimos muito, mas quanto mais tarde melhor, por isso, a minha rotina é religiosa e não falha.

Quanto ao rosto foi isso, mais rugas, menos firmeza no contorno dos lábios e a pele bem mais seca.
Quanto ao corpo a coisa é bem mais chata!
Enquanto amamentei tudo bem, sou defensora acérrima da amamentação, e não entendo muito bem quando nos deixam optar por outras vias com desculpas de perda de peso do bebé, porque foi difícil sim, doeu sim, a Petra emagreceu sim, mas eu não desisti e amamentei até aos 6 meses exclusivo e depois até aos 18 meses, já grávida do Noah. O Noah apenas amamentei até aos 13 meses, já estava farta confesso, porque chateia e, se até aos 6 meses é mais pratico, daí para a frente é só mais para retardar a introdução de outros leites e uma falta de independência tremenda de vez em quando...mas vá, teria feito tudo da mesma forma e um dia, não já, talvez tenha saudades!
Isto para vos explicar que não notei quase diferenças no meu corpo até ao final da amamentação do Noah...primeiro foi a barriga a crescer da Petra, as ancas a alargar, os ossos a saírem do sitio, mas nada demais, depois amamentei e fui ao sitio em 1 mês, depois engravidei de novo, alarguei mais um pouco, a barriga cresceu bem mais, amamentei e fui ao sitio em 3 meses e depois?? Depois deixei de amamentar e a pele que estava a mais, porque, apesar de não ter ganho estrias, fiquei com imensa pele a mais na barriga, começou a encher de gorduras. Enquanto amamentava toda a gordura ia para ele, depois disso comecei a ficar eu com elas, por isso, o plano alimentar e físico teve que mudar. 

1 Tenho tentado deixar a carne e o açúcar e só toco em cada um deles 2 vezes por semana, o primeiro não é nada difícil, até porque às vezes só como carne uma refeição por semana, mas o segundo é uma verdadeira vitória para mim.
Acordo e bebo água morna com limão, ao longo do dia tento beber mais água e chá verde também.
Faço pilates, pois deixei de conseguir fazer abdominais normais e como tal uma amiga fisioterapeuta aconselhou-me a experimentar, e são os únicos que consigo fazer, além de que alonga os músculos e ajudou-me a ganhar de novo força na barriga.
Como no mínimo 3 peças de fruta por dia e muitas sementes com iogurte.
Faço exfoliação 1 vez por semana com limão, açúcar amarelo e óleo de coco.

De resto alimento-me normal, adoro sushi e pizzas e emagrecer não está nos meus planos, quero apenas tonificar e devolver a elasticidade que a minha pele perdeu.
Estas são 5 coisas que tenho tentado cumprir e tenho imensa sorte pelo J. me gostar de acompanhar nestas resoluções mais saudáveis. Já lá vão dois meses e já noto algumas melhorias físicas, mas gosto principalmente de me sentir mais saudável e consciente nisto da alimentação.

E vocês mais algumas dicas??



2 comentários:

  1. Uma amiga minha, que foi mãe há cerca de um ano, experimentou o velashape e adorou os resultados. O veredicto dela é que lhe deu aquilo que meses no ginásio não conseguiram (embora continue no ginásio para manter). Eu, confesso, nunca experimentei mas talvez seja uma opção a considerares.
    www.letirose.com

    ResponderEliminar
  2. Que post bom Patrícia. Não tenho dicas de maternidade que ainda possa partilhar, mas este é um post bom para se guardar para ler daqui a uns tempos. Who knows! :)

    ResponderEliminar